10 agosto 2007

Vórtice

São viagens as que despontam
São vontades as que conservam
São noites, redondas e belas as que cantam
Violentas, as evidências que despertam

De fulgor de rosáceas te elevo ao cimo de mim
Só para cuidar-te
Para te penetrar ao sabor do vai e vem da tua alma

Juntos
Penteamos os segredos

Juntos
Cavalgamos fortemente a favor do vórtice profundo

Juntos
Domínio

Eu
O vórtice

Tu
A emergência

Juntos
Perecemos

2 comentários:

Pedro Jorge disse...

gosto muito de uma frase no meio de cada poema. tens uma construção poética, tens poesia, tens a palavra, tens o tema, tens a ideia, a mente, a consciência, ''it's all you need''

Poesia é uma arte que é passível de ser escrita :]{

Piteira disse...

melancolicamente agradável

beijinhos
é sempre um prazer receber pessoas assim no artoriginal